Quem Vai Ficar Até o Fim da Festa

(ALBUM 2019)


Insecta

(SINGLE 2019)


RESSACA MORAL

(SINGLE 2016)


ESTADO VIOLÊNCIA

(SINGLE 2016)

Os blogs Crush em Hi-Fi e Hits Perdidos lançaram o tributo "O Pulso Ainda Pulsa", com bandas independentes tocando Titãs, na onda de comemoração dos 30 anos do Cabeça Dinossauro.
Junto com nossos hermanos de casting Penhasco e Sky Down, que apresentam suas versões desses heróis do rock nacional, estamos mais do que felizes de ver este material por aqui! agradecendo desde sempre o convite para este projeto! Que mais iniciativas como essa floresçam para que o motor nunca pare!


LÁ EM CIMA

(EP 2016)


Pixe

(single 2015)



QUEM VAI FICAR ATÉ O FIM DA FESTA

1. Fiat Lux

Que tal seria?
Se a gente pudesse olhar
Pro horizonte
Sem tanta venda pra tapar
Que mal faria
Se a gente resolver gozar
Até o fim
Sem tua moral pra amargar?

A cidade cresce e isso enlouquece
Feito uma pedra no rim
Que de imóvel assim, tão imóvel assim
A cidade dói em mim

E o que você quer, e o que você faz,
É o que você quer fazer?
Ser o que eles querem, ver o que eles vêm,
Isso nunca te convém

Nem me segura,
Que eu sou da rua

Sai da minha frente que eu vou dançar,
Libera mais ar pro fogo alastrar
O chão treme quente
Vai tudo queimar

Eu me esparramo sobre o território
Vou seguindo sem remorso
Sei que você tenta, mas eu sigo atenta
E até acho bom
Quando caem as paredes
Quando ardem as certezas
Te convido pra dançar
Sobre a brasa ainda quente
O chão abre e ferve rente
A cidade nunca mente
O que se vê não é o que se sente
A cidade quer gritar:

Sai da minha frente, que eu vou dançar
Sai da minha frente!

2. Armada pra Causar

Já deu minha hora, eu vou me montar
Hoje eu vou sair na chuva pra me molhar
Hoje eu vou sair na rua pra você me notar
Tô armada pra causar, é

Já deu minha hora, eu vou me montar
Hoje eu vou sair na chuva pra me molhar
Hoje eu vou sair na rua pra você me notar
Tô armada pra causar, é

A vida é uma guerra, então melhor se virar
A rua não dá trégua, então eu vou me jogar
Cuidado , moço, você é alvo fácil
Cuidado, moço, você é alvo fácil

E se de repente, e se de repente
A gente se tocar,
Já era

A vida é uma guerra, então melhor se virar
A rua não dá trégua, então eu vou me jogar
Cuidado , moço, você é alvo fácil
Cuidado, moço, você é alvo fácil

Guerreira no asfalto
Ferragem e concreto,
A lua de teto, verdade nua
Guerreira do asfalto
Ferragem e concreto
A lua de teto, verdade crua

Armada pra causar
De Miami a Mongaguá
To Armada pra causar,
Molotov e patuá
Armada pra causar,
Tô armada pra causar
Armada pra causar
Muita manha e oxalá

3. The Ride

Let me go for a ride
I don´t need no name
I'm just looking for someone
For someone to play my game
Tonight
Tonight

Lay your body next to mine
Feel the stars under your head
Let's pretend that we don´t care
‘Till we get the best we can
Tonight
Tonight

Let me go for a ride

Let me go for a ride

4. INSECTA

Tem sempre algo a mais
Que não cabe
Que empesteia o ar
Dessa cidade
Com gosto de podre , de morte, de pó
E eu te encontrei na escuridão

Eles estão por todo lado
Por entre as frestas , nos buracos
Eles estão em toda parte
E agora é tarde, agora é tarde

Enquanto marimbondos de metal
Perfuram o céu da sua boca
O silêncio dói, inflama
Te deixa oco
Te deixa só
Te deixa só

Insecta, em festa
infecta , infesta

Que ‘ce vai fazer,
Quando um belo dia despertar?
E quem sabe, então, vai perceber
Que vendeu tua alma tão barata?

Que ‘ce vai fazer,
Quando um belo dia despertar?
E quem sabe, então, vai perceber
Que já não te sobrou nada?

5. Birra

Maldita essa mania de pensar em você
Eu até perco o sono esperando te ver
Em cada esquina assombra uma miragem febril
Meu corpo se contorce numa birra infantil
Não tem como escapar
Eu vou pra Bagdá
Pra Cuzco ou Mongaguá
Você tá sempre lá

Vou despachar teu nome
Na curva lá bem longe
Eu vou te espatifar
Da ponte que partiu, tudo

Eu vou lavar meu coração na pia
Eu vou lavar meu coração na pia
Eu vou lavar meu coração na pia

Pra me livrar de vez dessa agonia

Maldita essa mania de pensar em você
Eu até perco o sono esperando te ver
Em cada esquina assombra uma miragem febril
Meu corpo se contorce numa birra infantil
Não tem como escapar
Eu vou pra Bagdá
Pra Cuzco ou Mongaguá
Você tá sempre lá

Vou despachar teu nome
No alto lá bem longe
Vou te petrificar
Na ponte que partiu, tudo

Eu vou lavar meu coração na pia
Eu vou lavar meu coração na pia
Eu vou lavar meu coração na pia

Pra me livrar se vez da sua alegria

6. Surplus

Eu não quero nada de você
Que não caiba no meu beijo
Ou escape à sua mão
Eu quero você por inteiro
Do teu tédio ao teu tesão

Eu não quero meias verdades
Meias palavras
Meia ilusão
Eu quero você por inteiro
Do teu medo ao teu desejo

Eu não quero um pouco
Eu quero tudo
Eu não quero um pouco
Eu quero tudo

Agora que sei que não passarás de uma fantasmagoria
Mais uma alegoria
Agora que eu te faço criatura minha
Eu te engulo, eu te mastigo, eu te regorgito,
Pra te aprisionar nas minha entranhas

Uma noite mais apenas e quantas mais serão necessárias
Se os telhados imundos ainda esperam que amanheça
Com um pouco de gelo e talvez mais alguns tragos
Talvez, por fim, estaremos curados
Dessa paisagem insana
Que eu não quero pouco,
Eu quero tudo
Eu não quero um pouco,
Eu quero tudo!

7. Glitch

Que dizem teus olhos
Por onde meu mundo se perdeu
Que dizem teus olhos
Agora que já não são meus

Que dizem teus olhos
Por onde meu mundo se perdeu
Que dizem teus olhos
Agora que já não são meus

Me joguei de peito aberto, sem pensar
Me estatelei no seu deserto, fiquei sem ar

Você era minha casa no mundo

Você era minha casa no mundo

Você era minha casa no mundo

8. Ressaca Moral

Eu acordei, que horas são, que dia é hoje, eu não sei
Quem é você? Isso é ral alguém me diz, talvez, não sei.

Eu tava lá tava lá
Você também tava lá
Foi você quem me chamou
Me chamou pra causar

A noite é uma criança
E eu quero brincar
Eu entrei naquela dança
No meio da sala de estar

Eu tava lá tava lá
Você também tava lá
Foi você quem me chamou
Me chamou pra causar

Ressaca Moral
Você faz a merda
Agora passa mal

Ressaca Moral
Você fez a merda
Depois passa mal

Oi tudo bem?
Como você vai?
Quando você vem
Tanto faz meu bem

Vai vai, vem vem

Oi tudo bem?
O que você quer
Quanto você tem?
Eu também tô bem

Vai vai, vem

Ressaca Moral
Você faz a merda
Agora passa mal

Ressaca Moral
Você fez a merda
Depois passa mal

9. Gravidade

Tô com a cabeça acelerada
Meu corpo vara a multidão
Eu já nem sei onde é minha casa
Teus olhos sempre dizem não

Tem frenesi brotando no asfalto
Bandeiras mortas no salão
Vejo planetas solitários
No horizonte em colisão

Ali te vi
Cobiçando o sol
Se perdendo em seu reflexo no cristal
Se estilhaçar, narciso lunático
Quem vai juntar todos teus cacos num só?

Quem vai ficar até o fim da festa?
Quem vai ficar pra lamber o chão?
Quem vai fingir que isso interessa?
Quem vai queimar as próprias mãos?

O vento vem
Pra me lembrar
Que ainda tem lugar pra correr solto
O vento vem
Pra me lembrar
Que ainda tem lugar pra correr solto


Letras dos singles:


LÁ EM CIMA

Lá em cima
Tem algo mais
Lá em cima
Tem algo mais

A cidade de cima
Deve ter mais ar
Deve ter mais arte
Deve ver mais mar
A cidade de cima, deve dar pra amar
Deve dar pro mar, deve dar pro mar

Lá em cima
Tem algo mais
Lá em cima
Tem algo mais

A cidade de cima
Deve ter mais ar
Deve ter mais arte
Deve ver mais mar
A cidade de cima, deve dar pra amar
Deve dar pro mar, deve dar pro mar
Então vamos voar, vamos voaaaaar

Eu vou, eu vôo
Eu vou, eu vôo

Eu vou me jogar no seu colo
Pra esperar o sol
Pintar Sao Paulo (2x)

Eu vou que vou e e ninguém vai me impedir
De te provar quem eu sou
Eu vou me jogar no seu colo para esperar o sol
Pintar São Paulo

Eu vou, eu vôo
Eu vou, eu vôo

Eu vou espalhar o meu cheiro
Pelos teus canteiros
Ver tudo brotar
Vou te encher de cor, vou te encher de som
E tudo mais que é bom
Eu vou, eu vou, eu vou, eu vou

Eu vou me jogar no seu colo para esperar o sol
Pintar São Paulo

Lá em cima
Tem algo mais
Lá em cima
Tem algo mais


PIXE

Quando eu te vejo, eu não sei o que fazer
Quando eu te vejo, tudo começa a mexer
Você parece tão normal, mas eu fico feito animal

Eu viro pixe, eu viro pixe,
Eu me derreto pra você passar
Eu viro bixo, eu viro bixo
Eu me escondo pra você me achar
Pra você me achar, me levar pra casa, aa
Pra você me achar, pra você me achar,
Pra você me achar

Quando eu te vejo, eu não sei o que fazer
Quando eu te vejo, tudo começa a mexer
Você parece tão normal, mas eu fico feito animal

Eu viro pixe, eu viro pixe,
Eu me derreto pra você passar
Eu viro bixo, eu viro bixo
Eu me escondo pra você me achar
Pra você me achar, aaa me levar pra casa, aa
Pra você me achar, pra você me achar,
Pra você me achar aaa

Vamos beber mais chuva, vamos dormir na rua
Vamos amar, vamos gritar, vamos dançar feito animal

Eu viro pixe...

Se você quiser me dar
Eu aceito o que você quer dar
Gimme love, harder
Gimme more, now! (2x)

Sem dó, sem dor, sem dó
Sem dor, sem dó


DIABA

Eu cruzo a tua rua, te aceno de longe
Mas fica sempre o sol, perturbando a pele
Então você se fecha pra não ter que sorrir

Eu bato em tua cara, sem dó com vontade
Mas fica sempre a piedade
Que você me oferece, pra não ter que me ouvir

Eu viro tua diaba, teu karma, teu encosto
Teu cansaço, teu desgosto
O teu erro, a tua sina
Tua menina, tua menina, tua menina


Eu cruzo a tua rua, te aceno de longe
Mas fica sempre a chuva, embaçando a língua
Então você se seca pra não ter que fugir

Eu bato em tua cara, sem dó com vontade
Mas fica sempre a piedade
Que você me oferece, pra não ter que me ouvir

Eu viro tua diaba, teu karma, teu encosto
Teu cansaço, teu desgosto
O teu erro, a tua sina
Tua menina, tua menina, tua menina, tua menina, tua menina, tua menina, tua menina

Tua menina, tua menina, tua menina, tua menina, tua menina, tua menina, tua menina,
tua menina, tua menina, tua menina, tua menina,...

Ela é a minha menina
Eu sou o menino dela
Ela é a minha menina
Eu sou o menino dela


SANS COULOTE

No meio do meu culote tinha um pé de Pitanguy
No meio do meu culote

Fui rebolar, quiseram enxugar,
Quiseram implantar, um pé de plástica
Erva daninha, mandei podar
A bunda é minha, vou rebolar

Vou rebolar minha verdade localizada
Vou rebolar minha verdade acumulada
Vou rebolar, vou rebolar, vou rebolar
A banda é minha!


VÍCIO

Quando fores partir
Que seja assim
Sem aviso, sem recado
Sem juízo, sem culpa
Parta de mim
A vez é tua

A casa tá aberta, a porta tá perto,
Alcança a rua
Nao me chame, nem me olhe,
Nada muda

Se eu escolhi ser tua,
Nao se fala mais nisso
Que eu morra de vez desse vício
E não se fala mais nisso

De repente a folha caiu
De repente tudo mudou
De repente
De repente

De repente a chuva passou
Os dias seguem
Imunes aos meus apelos
As tuas mãos nos meus cabelos
Imunes aos meus apelos

Os dias seguem
As noite cegam
Os dias seguem
Imunes
Aos meus apelos


Marrockenroll

I wanna be ma rocknroll
I wanna be ma rocknroll
I wanna be ma rocknroll star

I want you to be ma rockroll
I want you to be ma rocknroll
I want you to be ma rocknroll star

Be ma babe if you mean it
Be my lover in the moonshine
Be my rocket till the sunset

Ma rocket goes, ma rocket goes, ma rocket goes


Ressaca Moral

Eu acordei, que horas são, que dia é hoje, eu não sei
Quem é você? Isso é ral alguém me diz, talvez, não sei.

Eu tava lá tava lá
Você também tava lá
Foi você quem me chamou
Me chamou pra causar

A noite é uma criança
E eu quero brincar
Eu entrei naquela dança
No meio da sala de estar

Eu tava lá tava lá
Você também tava lá
Foi você quem me chamou
Me chamou pra causar

Ressaca Moral
Você faz a merda
Agora passa mal

Ressaca Moral
Você fez a merda
Depois passa mal

Oi tudo bem?
Como você vai?
Quando você vem
Tanto faz meu bem

Vai vai, vem vem

Oi tudo bem?
O que você quer
Quanto você tem?
Eu também tô bem

Vai vai, vem

Ressaca Moral
Você faz a merda
Agora passa mal

Ressaca Moral
Você fez a merda
Depois passa mal


Armada pra Causar

Já deu minha hora
Eu vou me montar
Hoje eu vou sair na chuva
Pra me molhar
Hoje eu vou sair na rua
Pra você me notar
Tô armada pra causar, é

A vida é uma guerra, então melhor se virar
A rua não dá trégua então eu vou me jogar

Cuidado, moço, você é alvo fácil

E se de repente
e se de repente, a gente se tocar
a, a, a
já era

A vida é uma guerra, então melhor se virar
A rua não dá trégua então eu vou me jogar

Guerreira no asfalto
ferragem e concreto
a lua de teto
verdade nua

Guerreira do asfalto
ferragem e concreto
a lua de teto
verdade crua

Armada pra causar
De miami a mongaguá
Tô armada pra causar
Molotov e patuá
Armada pra causar,
tô aramada pra causar
Armada pra causar
Muita manha e Oxalá


 

 

® Gomalakka - Howlin' Records

All credits are on our the Bandcamps pages